Astrologia,Espiritualidade,Leitura de Cartas

Ano da paz: as previsões dos búzios, das cartas ciganas e do tarô para 2021

Preocupação com a saúde continua em evidência no próximo ano, mas perspectivas para a economia e para as relações humanas são positivas    

A partir do dia 1º de janeiro, a vida na Terra será conduzida pela calmaria das águas de Iemanjá e as bênçãos de amor da mãe Oxum e pai Oxalá. O ano de 2021 terá uma tripla regência, de orixás que vêm apaziguar, curar as feridas e promover a paz e o amor em família – seja ela como for.

Os búzios, as cartas ciganas e o Tarô Santa Muerte revelam que o próximo ano será um tempo de curar as feridas e reinventar-se. A pandemia não acaba em 2021, mas a vida e a força se sobressaem, elevando a fé de quem crê em dias melhores.

Um ano de paz com três orixás

O babalorixá Pai Antônio de Ogum conta que, dependendo do entendimento sobre as religiões afro, existem divergências na compreensão sobre a regência de 2021. A regência é a influência dos orixás sobre o comportamento das pessoas e do próprio planeta, e neste ano, ocorre que três entidades acabarão influenciando.

Pela Nação no Rio Grande do Sul, uma das ramificações afro, a regência do ano será de Iemanjá e Oxalá. No Candomblé, Oxalá assume 2021, pois o ano irá começar em uma sexta-feira. Já pela Umbanda, pai Oxalá governa ao lado de mãe Oxum. “São linhagens diferentes, mas todas na mesma origem. Proteção nunca é demais”, diz pai Antônio.

O religioso explica que as previsões feitas para o ano são diferentes de uma consulta feita de forma direta ao pai-de-santo. Por conta disso, nem sempre existe precisão no que vem dos búzios, jogados por pai Antônio. “O pai Oxalá é o senhor da criação, ele vem trazendo paz e harmonia para as famílias. Ele é o dono da nossa espinha dorsal. A nossa postura, a forma como nos portamos estará em evidência neste ano”, disse.


A mãe Oxum é aquela que inunda a vida de amor. O próximo ano será da família, do afeto do dos relacionamentos, tão necessários ainda em 2021, segundo o religioso. Pai Antônio é enfático ao dizer que o ano que vem seguirá, durante boa parte do tempo, ainda sob a influência do novo coronavírus. “Haverá muitas questões ligadas à saúde ainda, por isso as pessoas precisam cuidar. Mas será um ano de muita espiritualidade, ligado ao sagrado. Será um ano de buscar o novo, um ano de acerto”, disse.


A influência de Iemanjá traz águas para lavar o mal, a dor e o sofrimento de 2020. Com ela vem o alento e a esperança de um novo momento, o início de um ciclo virtuoso de paz e prosperidade.

As cores do próximo ano seguem a influência direta dos três orixás. Pela Nação, o azul e branco de Iemanjá; pelo Candomblé, o amarelo e o branco de Oxum e Oxalá. Já pela Umbanda, branco e amarelo. “O branco significa a paz, o amarelo o amor e o dinheiro, e o azul, a estabilidade. Dá para usar as três cores, em combinação. Ou uma peça íntima de uma cor e as outras na roupa. Já está valendo”, recomenda pai Antônio, ao destacar que lingerie e cuecas amarelas sempre são uma boa indicação para quem aposta no amor e no dinheiro.

Canjica e fé no coração

Quem vai fazer a virada em casa pode organizar uma ceia com muitas frutas coloridas em cima da mesa. Além dos pratos tradicionais como a lentilha e os assados de carne, pai Antônio recomenda servir uma canjica amarela, na cor da mãe Oxum.

“Tudo que se faz é acreditando, fazendo com fé. Acreditar naquilo que se está fazendo faz toda a diferença”, recomendou. Como o ano favorece a paz, o amor e harmonia, vestir branco, azul e amarelo também ajuda.

A pandemia que não podia ser anunciada

Pai Antônio muda de expressão quando questionado a respeito da pandemia do novo coronavírus, tão devastadora na área da saúde e na economia, invisível às previsões feitas no último ano.

De acordo com ele, os búzios jogados no Templo de Umbanda Pai Ogum Beira-Mar e Mãe Oxum já haviam previsto a doença em 2017. “É com muita tristeza que eu admito isso. Eu não pude colocar, pois os espíritos não quiseram que fosse divulgada esta doença. Algumas pessoas sabiam desta revelação já em 2017”, contou.

O religioso explica que a revelação foi feita por Exu, sob ameaça de morte, inclusive, contra ele. “Muitas vezes a gente se segura para não dizer tudo, pois poderemos ser vítimas de alguma situação, ou até mesmo provocar o pânico e a histeria na comunidade.”

O babalorixá conta que a pandemia faz parte de uma rota de destruição que provoca a limpeza e a renovação. “A pandemia não irá se dissipar totalmente em 2021. Foi nos dito que até haveria um novo vírus, uma nova doença, que agora podemos divulgar”, alerta, chamando atenção para a possibilidade de doenças circulatórias e respiratórias para o próximo ano.

Previsões


Clima

A regência de Iemanjá garante a água em abundância em 2021. Junto com ela podem ocorrer também as cheias, tempestades e grandes enxurradas. “Será um ano de limpeza, de grande lavagem. Além de Iemanjá, os outros orixás são de água. Por conta disso, podemos esperar cheias e chuvas em grandes volumes”, antecipa o jogo de búzios do babalorixá.

Brasil

O país caminha para uma limpeza que é de cunho espiritual e moral. No Candomblé, a mãe do amor e o pai da criação revelam que o processo de separação do joio do trigo será constante.

O início da era de Aquário

A movimentação dos astros, observada pelo bruxo santa-cruzense Cristiano Souza Farias, sugere o início da era astrológica de Aquário. O mago joga o tarô Santa Muerte e garante que a influência de Vênus coloca o amor e a lealdade em evidência. “Isto é muito positivo, pois confirma que está iniciando a era astrológica de Aquário, assim como o tempo do desejo pela evolução própria.”

Farias reforça o que os búzios de pai Antônio apresentam. O ano de 2021 será espiritual, com a busca pela fé e por explicações que vão além da ciência e se encaixam nas religiões.


O novo tempo será alcançado a partir do mês de setembro, com uma limpeza grande durante todo o ano. “Até o mês de março o medo e as dificuldades da pandemia serão grandes. Começaremos a viver um tempo mais normal em novembro do ano que vem.”

Na numerologia, 2021 é o ano do número 5. O ano das grandes viagens, mudanças e planejamento em cima de todas as ações. No horóscopo Chinês, o boi mostra que a lealdade, o esforço e a intuição serão as características de 2021. “O mais importante de tudo será a possibilidade de curar as feridas. O próximo ano será regido pelo amor, pela possibilidade de consertar tudo que não está bem”, complementou.

O ano do amor, dos casais

As cartas ciganas da cartomante Silvia Schultz têm mais de 30 anos de jogo. Neste tempo, a sensitiva, que começou a prever o futuro ainda criança, viu as transformações do mundo e revela que o próximo ano será melhor.

Experiente, Silvia explica que os relacionamentos amorosos e comerciais estarão em evidência. Será um ano para abrir negócios e para o casamento. “Da mesma forma poderão ocorrer muitas separações, pois o relacionamento que não está bom será interrompido. O importante é ser feliz.”

A cartomante também recomenda um ritual para a virada. Silvia diz que para entrar o novo ano com o pé direito é preciso estar bem consigo mesmo e mostrar isso na aparência. “Todos temos que nos vestir bem para entrar o ano com muita alegria, com o espumante na taça e o coração recheado de amor”, ensina.

Você também pode gostar...

1 comentário

  1. Aqui é a Fernanda, gostei muito do seu artigo tem muito
    conteúdo de valor parabéns.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *