Espiritualidade

AS DUAS FACES DO SEU DESEJO

É simples idealizar um pensamento de desejo em busca de
algo, querendo satisfazer os seus anseios mais íntimos, mas
deverá notar a diferença entre o desejo que busca uma
realidade criativa de um desejo de ilusão criativa.
Procurar uma realidade no abstrato é algo como garimpar um
tesouro sobre uma rocha, procurar algo por ter apenas
desejado.
Viver com pensamentos realistas ou abstratos é atrair
energias para que estes se tornem uma realidade ou uma
ilusão. Nos pensamentos com desejos você encontrará as
mais diversas energias das emoções.
Todo processo de criação pessoal irá se apoiar em um
manancial de energia e neste encontrará um grande arsenal
logístico para as emoções advindas dos seus desejos. Desde
as infinitas satisfações de alegria, às mais infinitas amarguras
emocionais. Uma eleva o espírito às camadas de satisfação e
ao despertar da consciência cósmica, a outra mostra ao
espírito o desgosto da energia densa ao se afastar da
harmônica da criação.
Interessante é que ambas irão favorecer o crescimento
espiritual, como se os dois caminhos levassem ao despertar
da consciência, pois tudo faz parte de um ciclo.
Quando feliz você expande, não há necessidade de se
anunciar ao mundo, pois existe uma paz interior. Você é neste
momento o ponto referência do universo. Seus problemas
cotidianos são resolvidos por você.
Outro ponto interessante, quando você está em paz consegue
resolver desejos e emoções por estar em ressonância
harmônica com a Fonte (Deus).

A própria energia da criação (Fonte) colapsa suas ondas sem
intermediário, você se torna um cocriador, despertando de
forma individual a Fonte (Deus) que existe em você.
Repare que no estado de um desejo bem sucedido, através
da comunhão harmônica nada atravessa ou atrasa a sua
realização, florescerá sem empecilhos. Emoções de felicidade
e prazer o animam e se expandem por um território sem
críticas, pois auxiliam e expandem a energia da sua criação.
Quando o desejo se torna pesado e de difícil realização, tudo
desaba de forma sofrida e desgostosa, é o fardo das energias
em seus ombros. Você deixa de expandir suas energias, não
encontra em si o objeto referência e a sua existência visualiza
apenas a referência no externo, expandindo apenas o seu
conturbado ego. Criações independentes que resultam em
emoções de sofrimento se fazem apenas na mente não mais
usando a elementar energia cósmica. Você perde a
oportunidade de ser um cocriador e assume a criação do
abstrato e da ilusão. Começa a viver personalidades
diferentes, cada qual com uma identidade ligada aos seus
pensamentos ilusórios. Perceba que estas são somente suas,
não tem como compartilhar com outras pessoas. Ilusão é igual
uma clausura, escuridão sem resposta para a realidade da
criação amorosa. É você preso em si, criando algo
encarcerado com energias para serem consumidas durante as
sucessivas reencarnações.
As energias que são absorvidas por esta situação são
oriundas do objeto referência externo como pessoas, coisas
materiais e que alimentam cada vez mais o seu ego. Você
está realmente na Matrix doentia, toda a sua criação através
deste processo tem a ver com a aprovação de alguém que se
encontra no mesmo estágio. Você não resolve mais nada,
precisa de ajuda do invisível para ter as soluções da sua
criação, mas estes desejos dificilmente serão abandonados,
pois as suas crenças não permitem abandonar para
recomeçar uma grande mudança.

Quando feliz você se desapega e não se ressente, mas
quando sofre por um desejo e as emoções atingem seu ego,
apega-se de tal forma que passa a criar uma emoção de
sentimento e acha que foi traído pelo criador ou por aquilo que
a Matrix lhe induziu.

Entendendo a diferença das duas faces do seu desejo, poderá
partir para execução, não será pego de surpresa, pois a
própria criação lhe favorece um equipamento para sentir o
que é amoroso, expansivo e o que é tormento, não expansivo,
o seu CORAÇÃO.
Talvez ainda não esteja convencido da importância do
coração e talvez você queira se referir e citar a mente.
A mente, muito importante na sua caminhada, armazena
muitas coisas que não deram certo ou que deram
dependendo do momento de sua existência, sempre responde
muito rápido ao instinto e aos seus desejos, armazena poucas
informações vindas do seu coração, mas nas situações
referente a sua sobrevivência age muito rápido e é ela que te
mantém neste planeta . (Prisão da Matrix)
Na mente existe muito pouca informação de PERDÃO e
AMOR, então ordene a ela que pare de sabotar o seu ser,
diga para ela dar um time entre o desejar e a sua intenção
criativa, desta forma ampliará os resultados para as infinitas
possibilidades que poderão acontecer sobre o objeto desejo.
Ao contrário estará limitado em conseguir aquilo que deseja e
isto virá na forma de guerras internas e externas, sem
escrúpulos. É assim que uma mente reptiliana resolve as
situações que estão com respostas prontas e arcaicas
vivenciadas a milhares de anos.
Deixe de ser um andróide matricial programado por mentes
encarnadas ou não, dê seu passo em direção a sua liberdade,
conquiste a sua cura interior, ajude a movimentar o mundo,

foste crido por uma energia harmônica que possui seus
compassos perfeitos.
Não tente criar um universo paralelo com crenças, você não
precisa entrar na matriz do “Ser para ter”…ser magro (a) para
ser feliz, ser proprietário de um carro do ano para ter boas
amizades. Entre na realidade, assuma sua figura planetária e
transforme tudo em harmonia e felicidade. Vamos, chega de
viver realidades ilusórias, se permita ser um cocriador
universal.
Esqueça o sofrimento. “Vós sois Deuses”

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *