Família Reflexões

Mãe Monoparental! Você sabe que é?

São mais conhecidas como Mães solteiras, mas um dia me questionaram o porquê de associar Mãe com está civil, e foi aí que eu comecei a estudar mais sobre o assunto porque faço parte desse quadro.

Sou uma Mãe monoparental, onde tive um relacionamento de 9 anos, tive um filho, que hoje tem 7 anos e cuido em 100% dele praticamente sozinha, mas aí vem sempre a pergunta que não quer calar. E o Pai?

Bom! O Pai é aquela figura como uma porcentagem da população masculina, que não comparece nem financeiramente e muito menos nos outros setores da vida dele. Tem contato, mas de uma forma que sinceramente nem prefiro falar porque me dá até nausêa.

O mono parental acabou ganhando espaço também na questão familiar, onde nesta situação de uma Mãe monoparental formar uma nova família, poderá ser considerada uma família monoparental, pois seu filho não será fruto deste relacionamento.

Em uma outra matéria vamos falar da luta das Mães monoparentais que se desdobram em mil para educar, prover o sustento, agregar valores aos filhos, tudo isso em um pacote só, eu sei… não é fácil não, tem momentos que a vontade é apenas de sentar e chorar, não podemos romantizar a situação, pois não é fácil não, mas o amor vence tudo isso. Mesmo sabendo que serão noites sem dormir, dias trabalhados, cansaço, sem tempo nem para lavar o cabelo muitas vezes, mas sobreviveremos à tudo.

Sabemos o tamanho da responsabilidade, sabemos o tamanho dos medos que tivemos que superar quando por algum motivo perdemos um emprego, no caminhar da vida também passamos por outros relacionamentos que não deram certo, muitas vezes por pessoas que não entendem a luta de uma mãe monoparental, as vezes até pelos filhos que também não entendem que Mãe tem vida, que Mãe também precisa de 5 minutos para respirar e começar tudo de novo, mesmo assim fomos vencendo, e cada dia uma vitória. Até que eles resolvem crescer e vamos passando cada fase com uma certa dificuldade as vezes, principalmente as Mães de meninos, pois eles não tem referência do lado masculino, e somos nós Mães que viramos Pai.

E assim seguimos dia após dia.

Parabéns a cada uma de vocês que lutam pelos seus filhos, que se anulam por eles.

Que nosso Pai abençõe cada vez mais cada uma de vocês!!!!!

Sejam Luz sempre!

Michele Luz.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *