Autismo (TEA - Transtorno Espectro Autista)

O AUTISTA E A ÁGUA

O autista e a água por @carolsouza_autistando

A relação de muitos autistas com a água pode ser confusa para algumas pessoas. Os pais acham estranho porque algumas crianças amam água, mas odeiam tomar banho. Outras amam tomar banho, mas não podem molhar o rosto ou outras partes do corpo.


Isso acontece devido a nossa alteração sensorial.


Quando eu era criança, amava brincar com uma bacia cheia de água e jogar brinquedos dentro para ver eles se moverem em círculos, porém, não podia pingar nem uma gota no resto do meu corpo, só nas mãos.


Eu sempre amei tomar banho, mas era uma “guerra” na hora de lavar minha cabeça porque eu entrava em crise embaixo do chuveiro. Até hoje é muito difícil pra mim sentir a água caindo no couro cabeludo e o barulho que ela faz nos meus ouvidos. Também me dá ojeriza água no meu rosto.


Eu também não suporto me molhar sem ser na hora do banho. Um dia minha mãe tentou dar banho na nossa cachorra e sem querer, esguichou água no meus pés. Aquilo foi tão pavoroso que eu tive uma crise sensorial.


Apesar disso, nas horas de crise, molhar as mãos na pia do banheiro e ouvir o barulho suave da água me acalma.


Pode ser bem confuso, mas essas diferenças de comportamento em várias situações ocorrem com frequência e é preciso ter paciência porque não é proposital. Nosso sensorial é bem “bagunçado” mesmo e muitas vezes nem nós entendemos o que acontece.


Carol Souza-Autistando

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *