Colunas,Relacionamento Abusivo

Relacionamento Abusivo! Vamos falar do narcisista?

Nesta segunda parte da nossa série de matérias sobre relacionamento abusivo, vamos falar sobre o narcisista, muitas mulheres ou até homens se envolvem amorosamente com narcisistas e não entendem que ele também é um tipo de abusador, não o pior de todos, mas um tipo que pode destruir o psicológico de forma arrasadora.

ESCLARECER DA HUMANIDADE OFICIAL

Vamos entender melhor?

O narcisista ou a narcisista costumam ser pessoas que se amam demais, eles tem em si, que suas imagens são as melhores, que eles são os melhores em tudo, são egocêntricos, gostam de ser sempre o centro das atenções e na maioria das vezes na vida cotidiana e em todos os âmbitos eles são bastante solitários.

O narcisismo é uma psicopatia e leva o nome de Transtorno de Personalidade Narcisista, é algo muito mais complexo do que se imagina, não vou entrar neste âmbito médico, pois não sou especialista no assunto, porque o intuito aqui é colocar da forma mais simples possível, para que esse entendimento possa chegar à todos que estejam precisando de ajuda.

Continuando sobre a questão de relacionamento abusivo os narcisistas normalmente demonstram rapidamente suas “garras”, eles não são do tipo que irão conquistar e seguem levando você em banho maria e de repente ele muda o comportamento, ele simplesmente é assim, sempre será e não vai mudar porque você quer, ou porque quer te conquistar.

Características importantes a serem observadas no comportamento para que você consiga definir se tem ou não um relacionamento com um.

O primeiro ponto é observar que ele não tem empatia por absolutamente nada, ele será o tipo de pessoa capaz de passar em um semáforo, ver uma criança no farol com uma roupinha toda suja e pedindo comida e ele não vai se comover com aquilo, para ele será mais uma parada no semáforo com alguém ali. Em uma situação cotidiana, ele não vai se importar com seu gosto, ele vai escolher o local de sair mesmo que você não goste, ele vai escolher a comida, se estiverem em alguma festa, você jamais vai poder “aparecer” mais do que ele, os amigos dele jamais poderão elogiar você, não por ciúmes e sim porque ele se acha especial, só ele chama a atenção.

Em um casamento! Socorro!!!

Ele/ela vai exigir do parceiro ou parceira que você esteja sempre ao seus pés, tecendo sempre palavras de elogio e incentivo, sem esperar nada em troca.

Menosprezará quem não estiver no alcance do que eles pensam, agem ou falam, digamos que você goste de uma música que não seja o mesmo estilo que o dele, ele simplesmente vai usar isso para dizer que você é inferior a ele.

Em uma situação na qual você não trabalha fora, e somente o parceiro ou parceira narcisista trabalha e provém o sustento da casa, não interessa o que você faz ele/ela sempre irá jogar na sua cara, que você não faz nada além da sua obrigação, ele/ela sempre irá te diminuir por isso, e te considerar uma pessoa inútil aos olhos dele/dela.

Enfim! É a partir daí que os abusos acontecem, você pode entender isso tudo apenas como egoísmo, mas pode ser considerado como abuso, e o que particularmente eu considero mais grave, o abuso do narcisista excede o aceitável, porque além do psicológico, ele fere com a sua moral, auto estima, com o seu eu interior, porque depois de se relacionar com um, muitas pessoas passam a mudar completamente suas vidas e viverem como se estivessem dentro de um casulo, e pior, muitas vezes não conseguem se desvencilhar dele, porque passam a acreditar que ele/ela tem razão. Onde acreditam que são incapazes de seguir sem ele, criam uma dependência de alguém que destruiu seu psicológico.

Bom imagino que deu para entender um pouco de como são os narcisistas, e espero que de alguma forma esta matéria possa ajudar a abrir a cabeça de pessoas que estejam precisando de ajuda.

Texto.

Michele Luz e Gabriel Juttel.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *